quinta-feira, 28 de julho de 2011

Tratador por um dia

Recentemente tive a oportunidade de visitar os bastidores do Zoo de lourosa como "Tratador por um dia" no Parque Ornitologico de Lourosa (unico no País), uma experiência fantástica, onde vesti a pele de um tratador de aves, participando nas mais diversas tarefas. Para os amantes de aves, ou apenas para curiosos, está uma das coisas que não deveriam perder, o Zoo de Lourosa permite passar todo um dia com os tratadores e aves do parque dentro e fora dos bastidores, onde podemos visitar salas de criação, salas de quarentena, e todos os outros locais do parque não acessiveis durante uma visita normal.

A aventura começa cedo e pela manhã foi-nos apresentado os tratadores e respectiva equipa coordenadora do parque. A primeira tarefa foi a preparação do alimento para as aves, de manhã é servido fruta, legumes, germinado, entre outros alimentos dependendo de cada espécie.

A preparar o alimento:







É selecionada a fruta e os legumes consoante a origem da ave, de forma a proporcionar uma alimentação o mais identica possivel do seu habitat natural. Cada ave tem a sua quantidade de alimentação especifica, e esta é pesada para as aves comerem apenas o essencial.

Após algum tempo, eis o resultado:







A Alimentação da manha para o percurso 1, está pronta a servir e as aves já nos chamam, já se ouvem os mais diversos sons das varias especies que lá habitam... Primeira paragem, Calaus.







Mal se abre a porta do viveiro os Calaus aproximan-se logo dos locais de alimento, o seu tamanho e envergadora entre das asas é fantastico. A forma como ingerem os alimentos é engraçada e o seu fruto preferido é as uvas, é a primeira coisa que comem. Uns com cara de poucos amigos, outros demonstram grande simpatica para com os humanos.





E seguimos, para as outras aves...


É curioso apreciar os flamingos, a forma como se comportam em grupo e a forma com se alimentam.
O seu comportamente é de um grupo unido, e para onde vá um elemento os outros seguem-no. Os flamingos possuem uma especie de filtro no bico que lhes permite separar e filtrar o alimento da agua, permitindo a saida da agua e absorvendo apenas o granulado. Pode-se abservar na foto pequenos montinhos que são os seus ninhos, este foram construido com ajuda dos tratadores de forma ajudar a reprodução desta especie. Os flamingos necessitam de pelo menos 30 individuos para se reproduzirem, neste momento o Zoo possue 31, sendo 10 recem chegados da Suiça.
E após passar-mos pelos tucanos, seguimos para os psitacideos.









Está foi criada a mão, mal coloquei o comedouro já estava a minha beira...


Todos os dias as instalaçoes são limpas, zona da alimentação, poleiros entre outros... para não existir dejectos das aves junto dos comedouros e afins. A água renovada 2 vezes ao dia.

Uma das aves com uma alimentação um pouco diferente...
Estes são criados pelo zoo, possuem uma sala de criação, com varios casais, e quando os filhotes atingem uma certa idade são servidos as aves. 

Dois foram de rajada, o terceiro ficou a saborear...

Da parte da tarde fizemos outro pecurso com outro tratador, alimentando outro tipo de aves.


Cria de grande mutum, com poucas horas de vida...

A mãe a proteger a cria...




O Pato que nos seguia constantemente a volta da cerca.






Casuar, a ave mais perigosa e a segunda maoir ave a seguir a avestruz, o seu ataque poderá matar um humano, com as suas patas enormes, usam as suas garras como meio de ataque. A alimentação desta ave e a manutenção das suas instalações são realizadas com muita precaução. A alimentação é feita através de um corredor de segurança. O casuar consegue engolir uma maçã inteira, ou mesmo frutos com o dobro da maça.




Chegando as aves que se alimentam de outros animais, tais como ratos, pintainhos, cordornizes e alguns até mesmo coelhos(congelados). Seguram-nos com as suas garras e com os seus fortes ficos desfazem-nos em pedaços.




Era uma vez uma cordorniz...




Esta ave, possui uns olhos completamente hipnotizantes, sinceramente acho que se ficasse mais tempo a olhar para ela passava a ser sua presa.





Sempre observador...

Durante a tarde uma das tarefas é recolher o alimento colocado da parte da manhã (frutas, legumes, germinado) e colocar a ração em granulado, isto sempre tendo uma percentagem certa de comida para cada ave de modo que as aves comam apenas o necessario, aumentando a quantidade se existir algum recem nascido.

Ao final do dia, apesar das inumeras tarefas que os tratadores têm no decorrer do dia, a sensação é extraordinaria, o convivio com as aves é formidável... A sensação de passar o dia no parque é unica, longe de stress, da confusão, e com o privilégio de ouvir os mais diversos sons das aves que lá habitam.  É caso para dizer, uma experiencia a repetir...



Em breve coloco os videos...

2 comentários:

Ogi disse...

Ainda quero saber como conseguiste ser tratador por um dia!
Que inveja =P

Hugz

Anónimo disse...

DEVE SER UMA EXPERIENCIA INCRIVEL ADORO ESSE ZOO SOU UM AMANTE DE AVES , A MINHA AVE PREFERIDA É A CORUJA É SIMPLESMENTE LINDA :D E PARABENS DEVES TER FEITO UM GRANDE TRABALHO E APOSTO QUE FOI UMA EXPERIENCIA INCRIVEL.